Amanda Nunes, leoa do octógono

A estratégia de luta de Amanda Nunes contra a americana Miesha Tate foi impecável: começou cheia de fôlego, implementando uma sequência pesada de golpes na trocação, partindo em seguida para um mata-leão fulminante, que foi demais para a adversária. E foi assim que, no último sábado, a baiana de 28 anos fez jus ao seu apelido de “leoa”. Foi assim que ela fez história no UFC. Ela desafiava Tate pelo cinturão dos pesos-galo, se tornando, com a vitória, a primeira atleta feminina brasileira campeã do UFC. Graças à Amanda, o Brasil voltou a ter um campeão linear na principal organização do MMA. Mas a vitória dela significa muito mais que isso. Ela também se tornou a primeira atleta assumidamente homossexual a ser dona de um cinturão. Desde quando começou a lutar, aos 16 anos de idade, a baiana natural de Pojuca se acostumou a ser a única mulher na academia…

Pelado Real: pela diversão e amizade no futebol feminino

Nós mulheres sabemos o quão difícil é conciliar nossa rotina de trabalho, família, estudos e ainda encontrar tempo pra fazer uma atividade de lazer que seja de fato prazerosa. Manter um círculo de amizades ou fazer novas, então, parece coisa que ficou lá pros tempos da adolescência. Agora imagina se mudar para outra cidade, depois de adulta, e ter de começar tudo do zero? Essa é realidade de milhares de brasileiras que, na grande maioria das vezes, migram de cidade, estado ou até país por motivos de trabalho, estudo ou pra acompanhar o parceiro ou parceira. Pra inspirar todas elas, conversamos com uma amiga muito querida e que nos contou como o futebol foi essencial para que ela se adaptasse ao seu novo lar. Fernanda Luiz tem 32 anos e um sotaque inconfundível. Em poucos segundos de conversa qualquer um já percebe que ela não é dessas bandas. Nascida em…

Olga Esporte Clube: Buscar o prazer no esporte é resistir contra o machismo

A prática está configurada de um jeito que a muitas mulheres resta uma relação mais solitária e às vezes limitada com o movimento, feito por obrigação, de forma mecânica e sem intenção, com um objetivo funcional que é o corpo ideal que nunca chega. Foi para debater este problema e entender melhor os motivos deste cenário a Olga Esporte Clube foi criada. Nosso objetivo é transformar a relação das mulheres com o movimento e libertá-las das pressões sociais que as afastam do mundo esportivo.

Navegar